“Nutri, qual o melhor iogurte para oferecer ao meu filho?”

Olá pessoal!

Esses dias no consultório, uma mãezinha me fez essa pergunta e resolvi compartilhar aqui com vocês.

Lembrando: Leite e derivados não devem ser oferecidos para crianças menores de 1 ano.

Vamos lá! Atualmente no mercado existe várias opções de iogurtes e qual deles é o melhor?

É simples, basta ler na lista de ingredientes aquele que tiver menos ingredientes. Outro ponto importante, o iogurte deve ser o integral e natural, sem sabor.

“Mas nutri, o sabor é ruim. Meu filho gosta daqueles que tem caldas de frutas!”

Os iogurtes destinados ao público infantil que existe no mercado atualmente são repletos de açúcares, aditivos químicos, corantes, xaropes… Uma dica: Bata o iogurte natural com frutas ou com geleias de frutas (sem açúcar e corantes).

Nutribeijos!

Anúncios

Alimentação na Amamentação

Olá pessoal!

Hoje, vamos falar sobre a alimentação da mãe durante a amamentação. Será que muda alguma coisa?

A alimentação materna durante a amamentação é de extrema importância nesse período. Ajuda a mãe a voltar ao peso pré gestacional mais facilmente e ajuda também a manter uma boa qualidade do leite materno.

A quantidade de alguns nutrientes não muda, mais vários estudos já comprovam que a gordura muda, em termo de qualidade. Já fiz um post aqui sobre Gordura Trans.

Então, por exemplo: se a mãe consumir muita gordura trans, o bebê também vai estar consumindo essa gordura através do leite materno.

Além disso, outro fator que ocorre é o alto gasto energético da mãe, ou seja, amamentar gasta muita energia (por isso fica mais fácil voltar ao peso pré gestacional) e o que não pode de forma alguma, a mãe fazer dietas muito restritivas. Por isso que um acompanhamento com um especialista é fundamental nesse período!

Nutribeijos!

Conheça 4 fatores que prejudica a aceitação de alimentos novos

shutterstock_7406899

Olá pessoal!

Tudo bem com vocês? Resolvi juntar 4 fatores super comuns que acontece com muitas famílias que acaba prejudicando a aceitação de alimentos novos durante a infância.

Recebo no consultório muitas mães que afirmam: “Nutri, meu filho não come nada! Parou de comer! Antes comia de tudo, mas agora…”

Precisamos considerar algumas coisas: Quando a mãe vêm com essa queixa, a criança pode estar passando por uma fase e eu já falei muito sobre isso nesse post aqui.

Primeiro: Os pais precisam oferecer os alimentos mais de uma vez. Sempre falo isso, a criança precisa ser exposta ao alimento de 10 a 15 vezes em formas diferentes de preparo: assado, cozido, grelhado, cru, com um corte diferente…

Segundo: Oferecer toda a alimentação misturada no prato. Confira a imagem abaixo:

 

Se você tivesse que escolher, qual dos dois pratos você escolheria? Pois é, com a criança não é diferente. E olha, oferecer os alimentos separadamente, deve acontecer desde a Introdução Alimentar. Combinado?

Terceiro: Oferecer apenas o que os pais gostam. Opa, vamos lá! Não é porque você não gosta de brócolis que você não vai oferecer ao seu filho, certo? Independente se você gosta ou não, aproveite a oportunidade e deixa seu filho experimentar de tudo, mesmo aqueles alimentos que você/família não gosta.

Quarto: Substituir as refeições por leite. Isso acontece muito no consultório! Os pais quando não consegue fazer com o que os filhos comam as comidinhas, para não deixar a criança com fome, oferece o leite. A criança vai entender o seguinte: “Não vou comer essa comida, pois sei que se eu não comer, eu vou ganhar o leite.” E é exatamente isso que acontece. Ofereça a refeição, insista (sem obrigar), mesmo que a criança coma apenas 2 colheres, mas não substitua a refeição pelo leite, ok?

Nutribeijos!

“Nutri, o que são os 1000 dias?”

Olá pessoal!

Hoje eu quero falar de um assunto muito importante que são os 1000 dias. Provavelmente, você já deve ter ouvido falar sobre o assunto, mas muitas pessoas não entendem ao certo o que realmente é.

A fase mais importante começa antes do nascimento. Os 1000 dias significa:

img_1000dias-01

Esse período tanto o crescimento como o desenvolvimento da criança são maiores do que durante toda a vida.

Esse período pode mudar radicalmente o destino da criança, não apenas em termos biológicos (crescimento e desenvolvimento), mas também em questões intelectuais e sociais.

Na gestação, quando uma mãe escolhe se alimentar de uma forma saudável, já está fazendo uma programação genética para a saúde do seu filho na vida adulta.

Uma alimentação adequada durante a gestação, associada ao aleitamento materno, à correta introdução da alimentação complementar e à manutenção de bons hábitos alimentares, é requisito básico para o crescimento e desenvolvimento infantil.

Os pesquisadores e cientistas estão cada vez mais seguros de que uma boa nutrição e o cuidado com a saúde nos primeiros 1000 dias têm um papel protetor, que ajuda a garantir um futuro no qual as habilidades cognitivas, motoras e sociais estimularão a saúde e o potencial máximo do adulto.

Tudo o que você faz durante os 1000 dias faz a diferença para o futuro do seu filho!

Fonte: Primeiros 1000 dias

Nutribeijos!