Por que a obesidade infantil é considerada uma doença? Por Nut. Francyelle Amorim

Olá pessoal! 💕

Sabemos que a obesidade a cada dia está mais frequente na vida das crianças. Muitos fatores estão envolvidos e por isso sempre falo da importância de um especialista para evitar que isso ocorra. O post de hoje é da minha aluna de mentoria, a Fran (@francyelleamorim_nutri), onde ela falou um pouquinho sobre o tema.

“Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que 41 milhões de crianças menores de 5 anos sejam obesas ou estejam acima do peso no mundo!! 😱😱😱

A obesidade é uma doença crônica e complexa e seu aumento entre crianças e adolescentes pode ser atribuído principalmente a hábitos alimentares inadequados e sedentarismo, além de fatores como: desmame precoce, distúrbios de comportamento alimentar, fatores genéticos e emocionais!

🚨Não tratar a obesidade infantil é um risco muito sério para a saúde do seu filho, possibilitando o aparecimento precoce de doenças como: aterosclerose, hipertensão arterial, diabetes, dislipidemias, doenças respiratórias, litíase biliar, distúrbios dermatológicos e psicossociais🚨

O tratamento da obesidade na infância requer muita atenção e APOIO!! E a nutri pode te ajudar nessa “batalha”, vamos formar um time a favor da saúde do seu bem maior, seu filho!!??😍👍🏻🙋🏻”

Nutribeijos! 😘

Anúncios

“Nutri, devo forçar meu filho a comer?”

Olá pessoal! 💕 

🔹 A seletividade é uma das maiores queixas dos pais no consultório. A maioria me perguntam se pode forçar o filho a comer, e por isso, resolvi esclarecer essa dúvida pra vocês. 

☝ Primeiro, não, não se deve forçar uma crianca a comer. Você gostaria de ser forçado?

🔹 Para ter um hábito alimentar saudável, primeiro o ambiente familiar deve ser tranquilo, sem brigas, sem distrações, porque as criancas acabam assossiando o alimento com o ambiente e isso pode causar um trauma e aversão àquele alimento.

🔹 Então, forçar, obrigar a criança a “limpar o prato”, ameaçar com objetos (por exemplo, sandálias), enfiar as colheredas na boca da criança não vai fazer com que ela coma, pelo contrário, vai ser cada vez mais difícil essa relação criança e alimento.

😕 Ta Mi, mais o que eu faço?

💖 Paciência! Tente criar uma relação agradável e prazerosa da criança com a comida, converse com seu filho. Não deixe de oferecer o alimento porque ele/ela não quis comer, o que não podemos é forçar, brigar, fazer chantagens, ok? 😉

🔹 Procure sempre a ajuda de um profissional especializado para te ajudar! 

Um beijo!

Amamentar estando grávida? Por Nut. Thaís Spechotto

Olá pessoal! 💕 Como vocês sabem, sempre trago um post feito por alguma aluna minha de mentoria 😍 E hoje eu trouxe esse post que eu tenho certeza que essa é uma dúvida de muitas mães feito pela Thais Spechotto (@nutrithais.spechotto) 😊

“Oii!! Hoje trago uma dúvida sobre amamentação que muitas mães têm e que me foi sugerida por uma seguidora: amamentar estando grávida, pode? 🤔🤔

Ao amamentar a mulher libera um hormônio chamado ocitocina 🤰🏻❤️, que é o mesmo liberado durante as contrações para o parto.

Muitos estudos nos mostram que a quantidade de ocitocina liberada durante a amamentação, isoladamente, não é capaz de iniciar um trabalho de parto prematuro. Inclusive o Ministério da Saúde afirma que: “É possível manter a amamentação em uma nova gravidez se for de desejo da mulher e se não houver intercorrências na gravidez. (…) Quando houver ameaça de parto prematuro é indicado interromper a amamentação.”

Por isso é interessante ficar atenta se você tem dor uterina, sangramento vaginal, história de trabalho de parto prematuro ou se sente contrações durante a amamentação. Procure seu médico e busque informação 👩🏻‍⚕️👨🏼‍⚕️🔎

Outra questão importante que paira sobre esse assunto é: a mulher é capaz de se alimentar suficientemente para nutrir seu feto, manter sua produção de leite e nutrir a si própria? 🤔🤔

Se a mulher estiver com algum nível de desnutrição pode haver dificuldade de fornecimento de nutrientes para todos. Porém, várias coisas devem ser avaliadas, por exemplo: Qual o estado nutricional da gestante? Como esta seu ganho de peso? Como esta o desenvolvimento do feto? Qual a idade do bebê amamentado? O bebê já esta com alimentação complementar ou esta em aleitamento materno exclusivo?

Como vocês podem ver muitas coisas devem ser levadas em conta e acima de tudo é importante analisar o bem-estar da mãe e dos bebês. Por isso é essencial procurar um nutricionista para te acompanhar, te ajudar a decidir o que fazer e te instruir a como fazer.”

Nutribeijos!

Restrições Alimentares, resolve? Por Nut. Thiciane Fernandes

Olá pessoal! 💕

✨ Recebo muitas mães no consultório alegando que restringiram determinado tipo de alimento com os filhos e nunca dava certo! Sempre aparecia alguém da família e oferecia o alimento restringido.

🌟 E por conta disso, trouxe esse post da minha aluna de Mentoria, a Nut. Thiciane Fernandes (@crescendocomosnutrientes) 💖

 👉🏽 “Comigo não resolveu 😯

Restringi doces da minha filha de 4anos e vários familiares ofertavam escondido, resultado: como o paladar da criança já é aguçado para o doce ela amou e passou a me ter como vilã na história 😰 Hoje, com explicações e muita conversa ela entende que não pode exagerar, mas não a fez gostar menos, ela ama! 🍩🍫🍰

Na minha experiência não vejo RESTRIÇÃO como melhor caminho, vejo em ESTRATÉGIAS, CONVERSAS, E EDUCAR NUTRICIONALMENTE: as melhores respostas! 😉

E não adianta estar comendo salada por obrigação e pensando em fast food 😳

ANTEÇÃO: ❌ A criança com menos de 2 anos de idade não tem necessidade do uso de qualquer tipo de açúcar! 🚫 Lembre-se: É você que cuida? Então é você que faz o paladar da sua criança!”

📌 Procure sempre um profissional especializado para melhores orientações! 😉

Nutribeijos! 😘