Como introduzir o Feijão + Dicas para evitar gases em crianças

Olá pessoal! 💕

✨ Eu recebo muitos bebês em fase de Introdução Alimentar no consultório, e a maioria das mães relatam que oferecem apenas o caldinho do feijão. Porém, o feijão (grão), pode ser oferecido a partir dos 6 meses, não apenas o caldinho, ta?

✨ O feijão é um alimento muito nutritivo, contém proteínas, ferro e algumas vitaminas e minerais. Pode ser oferecido tanto no método BLW – em forma de bolinho, quanto em forma de Papinha – que é somente amassar os grãos com o garfo.

🔹 E porque o feijão causa tantos gases?

✨ O feijão possui alguns carboidratos como os fitatos e os oligossacarídeos e que nós, seres humanos, não digerimos devidamente por falta de enzimas específicas para fazer essa “digestão”. Por conta disso, quando consumismo o feijão, ele acaba fermentando no nosso sistema digestivo pelas bactérias e com isso, aparece os gases.

✨ Para evitar que os gases apareçam, precisamos ter uma outra forma de preparo, e isso serve para todas as leguminosas – ervilha, lentilha e grão-de-bico, ta?

✨ Anota aí:

🔹 Deixe de molho o feijão por 12h ou mais, com meio limão espremido. Troque a água de 2 a 3x. Após esse tempo, descarte a água e cozinhe na panela de pressão.

🔹 Cozinhe o feijão numa panela normal e quando formar aquela espuma branca na superfície, retire com a ajuda de uma colher grande ou jogue fora toda a água com a espuma e acrescente uma água limpa para continuar cozinhando o feijão.

Nutribeijos!

Anúncios

O que a escola pensa sobre a Alimentação do seu filho?

Olá pessoal! 💕

📚 Hoje eu trouxe esse tema, pois recentemente conversei com algumas mães em relação à alimentação das crianças na escola e quis compartilhar com vocês. Eu pude perceber que as famílias estão se interessando mais quando se trata da alimentação dos filhos. Já tive mães no consultório que me falaram que deixaram de colocar a criança em escolinhas, por conta dos lanches que são oferecidos. Inclusive, algumas escolas não permite que as crianças levem o lanche de casa!

📒 Alguns pontos que devem ser levados em consideração:

  • O que é vendido na cantina da escola?
  • Qual cardápio é oferecido?
  • Tem nutricionista na escola?
  • Tem incentivo sobre alimentação saudável?

🍉 Sem dúvidas, o hábito alimentar saudável deve ser realizado em casa, através do exemplo dos pais, principalmente! Mas acredito que a escola exerce um papel forte nos hábitos alimentares das crianças. Independente de onde escolher matricular o seu filho, a supervisão dos pais é fundamental também quando se trata da alimentação.

💬 Outra queixa que escuto muito: “Meu filho tem uma alimentação super saudável, leva os lanches que coloco na lancheira, mas quando vê o coleguinha comendo aquele biscoito recheado, ele não resiste e acaba comendo.” É inevitável e eu sempre alerto às mães para que conversem com seus filhos sobre o assunto. Proibir não resolve absolutamente nada, pelo contrário, só piora a situação – e é aí que a criança passa a comer escondido. Conversar, explicar a importância de ter uma alimentação saudável e deixar claro isso, para que a alimentação não vire um tormento, ok?

Nutribeijos!

Bê a Bá dos Nutrientes | Vitamina A na Infância 

Olá pessoal! 💕  Hoje daremos início a um novo quadro aqui e a intenção é levar informações pra vocês sobre a importância de cada nutriente na alimentação infantil.

🔸 Para iniciarmos, vamos falar um pouquinho sobre a Vitamina A 

🍅 Ela é um micronutriente essencial para o desenvolvimento infantil, para o crescimento e atua na visão, ajuda na manutenção do sistema imunológico, ajuda na saúde das mucosas (como se fosse uma capa protetora de alguns órgãos internos como boca, olhos, naris, estômago, entre outros). Ajuda também na reprodução e é um potencial antioxidantes. Ufa, quanta coisa, né? 😅

🔸 Porém, a deficiência dessa vitamina ainda é alta em alguns países desenvolvidos e em países em desenvolvimento. Por isso, é importante fazer a suplementação correta no bebê.

🔸 E onde encontrar a vitamina A?

Abóbora, mamão, cenoura, manga, goiaba, tomate, melancia, morango, couve, brócolis, acelga, espinafre, salsa, gema de ovo, leite, queijo e fígado.

🔸 Para maiores informações e saber como manter a alimentacao do seu filho, procure uma nutricionista especializada para melhor orientação.

Nutribeijos!

“Nutri, posso oferecer água de coco para meu filho?”

criança-água-decoco

Olá pessoal! Tudo bem?

🌞 Verão e calor excessivo, uma dúvida muito frequente de mães: pode ou não oferecer água de coco? Se sim, a partir de quantos anos? 🌴

🌴 Vamos lá! A resposta é: pode! A partir dos 6 meses com o início da alimentação complementar, pode oferecer a água de coco, em pequenas quantidades.

🌴 Mesmo que seja hábito da família consumir água de coco, é importante ressaltar que para bebês, a partir de 6 meses, o consumo exagerado pode sobrecarregar os rins devido à concentração dos eletrólitos na água, como sódio e potássio.

🌴 Outro ponto importante: por ser levemente adocicada, os bebês têm preferência em beber a água de coco do que a água mineral, por isso, não dê água de coco em substituição à água mineral!

É de extrema importância uma orientação individualizada, procure sempre um nutricionista especializado! 😉

Um beijo!